A Sensitiva

Banner_Resenha_ASensitiva

Título Original: If He’s Sinful

Autor: Hannah Howell

Tradutor: Silvia Rezende

ISBN: 978-85-63066-51-0

Ano de Lançamento: 2011

Gênero: Ficção Norte-Americana, Histórias de Amor

Páginas: 224

Editora: Lua de Papel

Nota: 4,5/5

Estante: Skoob

Onde comprar: Saraiva / Cultura / Submarino / Amazon / Americanas / Extra

 

Sinopse: Segredos e intrigas como o estopim de paixões perigosas.

Por toda a Londres do século XVIII, é possível ouvir sussurros e boatos sobre os dons inexplicáveis da família Wherlocke. Mas o Lorde Ashton, um homem com firmes convicções, é uma das vozes mais céticas de seu tempo, e tudo caminhava para continuar assim… Até encontrar uma bela mulher desacordada, largada no quarto de um bordel.

A mulher misteriosa é Penélope Wherlocke, e seu dom especial a levou para um mundo perigoso de alta sociedade, quando foi sequestrada e vendida a uma cafetina criminosa. Ao vê-la, Ashton ficou enfeitiçado. Algo lhe diz que deveria esquecê-la, mas é atraído cada vez mais para a vida dela, transformando-se em seu protetor. Porém, Penélope é uma mulher com ideias próprias, algo que sempre a afastou dos homens de sua época, mas enfim encontra alguém seguro e capaz de lidar com suas habilidades sobrenaturais.

 

 

 

Olá Galera BLA!!

 

Quem acompanha o BLA pôde perceber que os Romances Históricos estão em alta por aqui. E cada vez mais apresentamos familias e mais familias que viviam numa época cheia de pompa, glamour, onde o decoro e as aparencias ditavam o mundo. Cada livro nos mostra como o amor quebra todas essas barreiras e mexe com cada personagem, mas novamente estamos mergulhando além do tempo em algo mistico e sobrenatural. Mais uma vez trago um livro da série de Hannah Howell que encanta a todos com seu toque sobrenatural.

Lorde Ashton Radmoor é um jovem com muito senso de responsabilidade. Seu pai, infiel e leviano, acabou com a fortuna da familia em jogos, amantes e outros vicios. Agora, tudo o que Ashton mais quer é pagar as grandes dividas da familia e proporcionar um futuro digno à sua mãe, suas tias e seus irmãos mais novos. E o único jeito para que isso aconteça é com um bom casamento. Então, forçado pelas circunstancias, Ashton vira um caça dote.

Ashton vê em Clarissa Hutton-Moore a solução de seus problemas. Uma jovem bonita e de uma familia que apenas recentemente conquistou um titulo, Ashton sabe que a familia da jovem só aceitou ser cortejada por ele, por desejar a tradição que sua familia possui.

Sendo assim, em uma noite, os melhores amigos de Ashton o levam a um bordel para lhe dar um presente, antes que o jovem se enforque em um casamento de conveniencia. Todos sabem que Ashton tem uma natureza mais contida, por receio de se tornar leviano e descuidado como o pai dele fora, e por isso esse presente era mais que perfeito.

Mas, ao chegar ao quarto, Ashton vê uma jovem amarrada na cama que logo desperta o que nenhuma outra mulher despertou antes. Embriagado de paixão, ele demora a perceber as reais circunstancias da situação.

A jovem amarrada na cama é Penelope Wherlocke, meia irmã de Clarissa. Ela faz parte da grande e exótica familia onde todos possuem um dom especial. Ela havia sido raptada, drogada e estava à mercê da dona do bordel e do jovem que entrou no quarto.

Penelope logo reconheceu Ashton, pois ele é o dono de seus sentimentos desde a primeira vez em que ela o viu entrando na casa onde mora com seus meio-irmãos. A jovem tem o dom de ver espiritos, e presa àquela cama, ela vê um fantasma de uma jovem que fora assassinada naquela mesma cama.

Após esse encontro constrangedor, Ashton se vê perdidamente atraído por Penelope. E ao ficar sabendo dos fatos por trás do sequestro e venda da jovem para o bordel, Ashton começa a perceber a armadilha na qual acabou caindo.

Acontecimentos e reviravoltas acabam aproximando os dois ainda mais e Ashton se vê no papel de protetor de Penelope. E juntos começam a investigar a trama de intriga que os uniu.

Mas será que Ashton conseguirá se desvinciliar de Clarissa e viver o que sente com Penelope? Ou será que o jovem terá que trocar seu amor por um grande dote?

Hannah Howell é uma autora incrivel. Seu estilo que mescla romance com suspense, ação, e é claro, um toque sobrenatural é completamente viciante.

Cada um dos personagens é cativante a sua maneira. Tem uns com toques mais cômicos, outros são sarcasticos e ácidos, de humor quase negro, outros são sérios. Cada um a seu modo, brilham na trama, que narrada em terceira pessoa nos permite conhecer a cada um que cerca os protagonistas.

Penelope é o tipo de protagonista que me agrada. Pé no chão, não fica se remoendo de orgulho, e muito menos guarda silencio quando algo a incomoda. Espirituosa, generosa, responsavel, amorosa, ela e um personagem que chama a atenção por ser natural, de mente aberta.

Ashton é um jovem que carrega o mundo nos ombros. Quando consegue relaxar é alguem divertido, de facil convivio, de sorriso facil. Um tanto romantico, um tanto maior ainda realista. Cético quanto as coisas sobrenaturais, é interessante ver como ele começa a perceber o quão reais são os poderes que ele negava existir. É um personagem que se destaca por seu senso de justiça.

As familias de ambos os personagens, e os amigos, tem papel super importante na trama. E cada integrante tem seu charme, deixa tudo ainda mais dinamico e divertido. É gostoso acompanhar as interações entre os personagens.

A única coisa que me desagradou foi a diagramação. Tinha horas onde era perceptivel que deveria ter tido quebra nas cenas, um espaçamento maior para melhor clareza na leitura, mas estava tudo junto, o que deixou muitos trechos meio bagunçados.

Fora isso o livro é lindo, Hannah Howell soube dosar perfeitamente romance, suspense e sobrenatural, de forma que tudo se harmonizou de forma a ser irresistivel. Confesso que cheguei a ler “A Sensitiva” três vezes mais rapido do que li “A Vidente”.

Se você ainda não conhece a Familia dos Wherlockes e dos Vaughns não sabe o que está perdendo. Um livro tão viciante como esse só poderia ser recomendado com o nosso Selo de Qualidade BLA!

Eri1

Leave a reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>